42ª OLIMPÍADAS DE XADREZ: BAKU 2016 – ATUALIZAÇÕES

  • Após a realização de 9 torneios Abertos do Brasil STD entre janeiro e maio de 2015, WFM Suzana Chang (média Rp 2079) segue na liderança das atletas candidatas à equipe olímpica que representará o Brasil em Baku 2016, após participar de 5 torneios válidos disputados até o momento.
  • WFM Julia Alboredo, WIM Regina Ribeiro e WIM Juliana Terao vêm em seguida, sendo que WIM Joara Chaves aparece como candidata para  completar as cinco vagas disputadas, passando poucos pontos à frente de Virgínia dos Reis.
  • O último relatório oficial do circuito foi divulgado dia 10/04/15 na página da CBX.
  • De acordo com o comunicado da CBX nº54/2014, a classificação para a equipe olímpica feminina se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances (Rp) em: Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino.
  • Os torneios computados até o momento foram:
Janeiro
1 – Floripa Chess Open – id FIDE 103210 – id CBX 2480/15
2 – Aberto do Brasil FEXERJ – id FIDE 106347 – id CBX 2484/15
 
Março
1 – Aberto do Brasil de Sao Bento do Sul – id FIDE 110735 – id CBX 2563/15
2 – Aberto do Brasil – etapa Pocos de Caldas – id FIDE 106881
3 – Aberto do Brasil – VI Memorial Bobby Fischer
4 – Aberto do Brasil Casa de Fazer Campinas
 
Abril
1- I Torneio Aberto do Brasil do Clube de Xadrez da Cidade Velha – id FIDE 113957
 
Maio
1- Aberto do Brasil – etapa Três Barras -id FIDE 111018
2- Aberto do Brasil Dr. Cassio de Freitas Levy – Etapa Cordeirópolis SP

42ª OLIMPÍADAS DE XADREZ: BAKU 2016 – ATUALIZAÇÕES

  • Após a realização de 7 torneios Abertos do Brasil STD entre janeiro e abril de 2015, WFM Suzana Chang (média Rp 2079) segue na liderança das atletas candidatas à equipe olímpica que representará o Brasil em Baku 2016, após participar de 5 torneios válidos disputados até o momento.
  • WFM Julia Alboredo, WIM Regina Ribeiro, Virgínia Reis e WIM Juliana Terao seguem completando as cinco vagas disputadas.
  • O último relatório oficial do circuito foi divulgado dia 10/04 na página da CBX.
  • De acordo com o comunicado da CBX nº54/2014, a classificação para a equipe olímpica feminina se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances (Rp) em: Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino.
  • Os torneios computados até o momento foram:
Janeiro
1 – Floripa Chess Open – id FIDE 103210 – id CBX 2480/15
2 – Aberto do Brasil FEXERJ – id FIDE 106347 – id CBX 2484/15
Março
1 – Aberto do Brasil de Sao Bento do Sul – id FIDE 110735 – id CBX 2563/15
2 – Aberto do Brasil – etapa Pocos de Caldas – id FIDE 106881 – id CBX
3 – Aberto do Brasil – VI Memorial Bobby Fischer – id FIDE  – id CBX
4 – Aberto do Brasil Casa de Fazer Campinas – id FIDE  – id CBX
Abril 
1- I Torneio Aberto do Brasil do Clube de Xadrez da Cidade Velha – id FIDE 113957

42ª OLIMPÍADAS DE XADREZ: BAKU 2016 – ATUALIZAÇÕES DE ABRIL

Após a realização de seis torneios Abertos do Brasil STD em 2015, a WFM Suzana Chang segue na liderança das atletas candidatas à equipe olímpica que representará o Brasil em Baku 2016, após participar de quatro torneios válidos disputados até o momento. WFM Julia Alboredo, WIM Regina Ribeiro, Virgínia Reis e WIM Juliana Terao completam as cinco vagas disputadas, seguidas ainda pelas enxadristas WIM Joara Chaves, Kathie Librelato, WIM Larissa Ichimura Barbosa, Camila Evaristo da Silva, Ellen Bail, WCM Rebeca Schucman, Rayssa Ichimura Barbosa, Nicole Policarpo e Gabriela Feller. O primeiro relatório do circuito foi divulgado ontem na página da CBX.

  • De acordo com o comunicado da CBX nº54/2014, a classificação para a equipe olímpica feminina se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances (Rp) em: Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino.
  • Os torneios computados até o momento foram:
    Janeiro
    1 – Floripa Chess Open – id FIDE 103210 – id CBX 2480/15
    2 – Aberto do Brasil FEXERJ – id FIDE 106347 – id CBX 2484/15
    Março
    1 – Aberto do Brasil de Sao Bento do Sul – id FIDE 110735 – id CBX 2563/15
    2 – Aberto do Brasil – etapa Pocos de Caldas – id FIDE 106881 – id CBX
    3 – Aberto do Brasil – VI Memorial Bobby Fischer – id FIDE  – id CBX
    4 – Aberto do Brasil Casa de Fazer Campinas – id FIDE  – id CBX

42ª Olimpíadas de Xadrez: Baku 2016 – atualizações

Após a realização de três torneios Abertos do Brasil STD durante o mês de março, a WFM Suzana Chang segue na liderança das atletas candidatas à equipe olímpica que representará o Brasil em Baku 2016, após participar de quatro do seis torneios válidos disputados até o momento. WFM Julia Alboredo, WIM Regina Ribeiro, Virgínia Reis e WIM Joara Chaves completam as cinco vagas disputadas, seguidas ainda pelas enxadristas Kathie Librelato, Camila Evaristo da Silva, Ellen Bail, Isabella de Freitas e Gabriela Feller. Em breve lista geral das pontuações.

  • De acordo com o comunicado da CBX nº54/2014, a classificação para a equipe olímpica feminina se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances (Rp) em: Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino.
  • Os torneios computados no mês de janeiro/2015 estão listados neste link. No mês de fevereiro, não foi realizado nenhum torneio válido para a classificação.

Ainda sobre os critérios de classificação para a Equipe Olímpica Feminina 2016

De acordo com o comunicado da CBX nº54/2014, a classificação para a equipe olímpica feminina se dará pelo cálculo dos 4 melhores ratings performances (Rp) em: Abertos do Brasil STD e em Semifinais e Finais do Campeonato Brasileiro Absoluto e Feminino.

No post anterior, foram contabilizados os dois torneios abertos do Brasil STD realizados no mês de janeiro, porém, houve questionamentos sobre o fato do Floripa Chess Open 2015 ser ou não um aberto do Brasil.

No site da CBX e no site da FIDE, o torneio encontra-se registrado como Aberto do Brasil STD – Floripa Chess Open 2015, enquanto no folder oficial (clique aqui) o organizador não deixa claro em nenhum momento que trata-se de um Aberto do Brasil STD e de que o mesmo classificaria dois jogadores para a Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto.

A CBX deveria pedir a obrigatoriedade do organizador passar a informação de que determinado torneio encontra-se registrado como Aberto do Brasil STD no folder do torneio, para que as jogadoras possam tomar conhecimento e se organizarem para participar das competições com antecedência.