Aberto do Brasil de Poço de Caldas

julianaWIM Juliana Terao foi o melhor feminino no Aberto do Brasil de Poço de Caldas (MG). Juliana terminou na 12ª colocação, com 4,0/6, num total de 84 participantes. WIM Joara Chaves (20ª colocação, também com 4,0/6) e WCM Vanessa Gazola (25ª colocação, 3,5/6) também se destacaram no evento que contou com a participação de 3 GM’s. O campeão foi o GM Krikor Mekhitarian, isolado com 5,5 pontos. A classificação final pode ser vista aqui.

Anúncios

En passant – Memórias do Rio de Janeiro

ImagemClássico entre as fluminenses Alice Baruch e Norma Snitkowsky

Norma Snitkowsky foi vice-campeã brasileira em 1969, 1973, 1975 e 1979, foi campeã da semifinal de 1986, tendo participado de 15 edições da final do campeonato brasileiro feminino. Foi campeã fluminense feminino em algumas ocasiões e defendeu a bandeira brasileira nas olimpíadas de 1974, 1978 e 1984 (aqui e partida Brasil x Argentina aqui e aqui). Norma é médica, terapeuta e mestre em Reiki e se afastou dos tabuleiros no final da década de 80.

Alice Baruch, no primeiro campeonato brasileiro feminino em que participou (1975) ficou em 6º lugar. Desde então vem seguindo sua trajetória como enxadrista carioca, tendo sido campeã estadual e carioca e nos brindou com uma entrevista na coluna Dama em Xeque.

 (foto cedida por Joaquim de Deus, Xadrez & Torneios)