Dama em Xeque! Rabbith Ive Shitsuka

Rabbith Ive Shitsuka foi penta-campeã paulista, tri-campeã brasileira e bi-campeã panamericana em torneios de categoria. Aliou o xadrez e a arte e chegou a criar um desfile de moda com o tema. Publicou 5 livros de xadrez com sua família e uma série de vídeo-aulas no YouTube. A  Campari gravou sua biografia em uma campanha. Hoje, fora do Brasil, trabalha como voluntária ensinando jovens e adultos e ainda figura na lista Top 10 FIDE Brasil. Conheça mais sobre ela!

Imagem“Meu nome é Rabbith Ive Carolina Shitsuka, agora Risemberg.

Vou contar minha história no mundo do xadrez…

Quando eu eu pequena meu pai tentou me ensinar xadrez, mas é claro que como toda menina `girlie` eu queria dançar balet, aprender a fazer maquiagens, assistir contos de fadas e nada de jogos de tabuleiro.

Imagem

Campeonato Mundial de Menores 2002, em Atenas

Imagem

Representando o município de Santos, nos Jogos Abertos do Interior de São Paulo

Acabei entrando em um colégio onde o xadrez era obrigatório (Albert Sabin) até a quarta série e eu estava justamente na quarta série….odiava fazer as provas elaboradas pelo meu querido professor e mestre Antonio Carlos Resende.

Quando finalmente estava na 5ª série não tinha mais xadrez na minha grade curricular, porém meu irmão Caleb foi chamado para aulas extra curriculares de xadrez, e como boa irmã meu pai me obrigava a ir junto! rs…

Hoje em dia eu agradeço tudo isso.

ImagemDeu no que deu, meu primeiro campeonato Paulista sub-14 em Santos fui vice-campeã… que surpresa! Depois disso criei gosto pelas competições, pelas estratégias e jogo!

Muitos campeonatos, jogos perdidos, jogos ganhos…. Posso dizer que até o colegial xadrez era meu esporte! Competia quase todos os finais de semana, estudava muito e respirava xadrez.

Depois disso, xadrez passou de competição para educação, ministrei muitas palestras, aulas, escrevi livros, publiquei vídeos….

Sem títuloVídeo-aulas no YouTube

Sem títuloAté a Campari resolveu fazer um vídeo meu rs…

Imagem Xadrez e a Estratégia no Dia-a-DiaImagemXadrez e as Estratégias de poder nas OrganizaçõesImagemMeu primeiro livro de xadrez ImagemNo reino encantado do xadrez ImagemA batalha dos  peões 

E até desfile de moda com o tema xadrez eu criei…

ImagemPercebi que o xadrez poderia ser encarado como arte, não necessariamente era algo difícil, só estudos, perder ou ganhar…e sim era filosofia, percebi que através do jogo poderíamos ir muito além!

ImagemE também percebi que eu poderia fazer diferença na vida de muitas pessoas mostrando o que eu conseguia enxergar através do jogo.

ImagemSe alguém me perguntar se eu sou campeã, apesar de não estar mais `forma` posso dizer que conquistei muitas coisas através desse jogo, conheci muitos lugares, muitas pessoas, eternas amizades, tenho um repertório de histórias, engraçadas, tristes, incentivadoras…. Xadrez faz parte da minha vida e da minha história.

Hoje moro em Los Angeles, faço um trabalho voluntário em uma escolinha para crianças e em uma comunidade ensinando adultos.

ImagemImagemSinto que essa é a forma que eu tenho para retribuir tudo aquilo que esse jogo me proporcionou e proporciona todos os dias =).

Mas é claro que eu devo tudo isso à minha família, ao meus pais que sempre me incentivaram a fazer o meu melhor!

Imagem

Anúncios

8 pensamentos sobre “Dama em Xeque! Rabbith Ive Shitsuka

  1. As Enxadristas nos surpreende uma vez mais!!!! Excelente artigo, desenvolvido de uma maneira bem original, nos contando uma bela história da influência do xadrez na vida de uma menina, na vida de uma mulher.

    • Obrigada Marcos, as enxadristas do nosso país têm histórias de vida surpreendentes e únicas mesmo. Tenho orgulho de ajudar a divulgar e incentivar mais meninas a se apaixonarem por este esporte que faz tão bem para a mente e a alma.

  2. A Rabbith é uma excelente pessoa, e só concretiza sua personalidade em seu trabalho!! Excelente Post Ellen!! Acreditar e Divulgar o Xadrez Feminino é um desafio entanto, e esta sendo sensacional saber de cada canto do Brasil as conquistas, novidades e exemplos de enxadristas BRASILEIRAS E DO MUNDO =)) Beijos

  3. Como professor e treinador há mais de trinta anos por mim passaram milhares de alunos. Muitos nem lembro mais, outros são inesquecíveis! Tenho orgulho de ter trabalhado com os irmãos Shitsuka e de uma certa forma ter colaborado um pouco na construção de pessoas tão incríveis.
    Eu também aprendi muito com eles. Até hoje mostro aos alunos aquele empate da Rabbith com a argentina em um Pan, após uma posição perdida. Sempre conto a história do Caleb que deixou um adversário (famoso)voltar o lance porque chorava copiosamente devido ao inevitavel mate. Isto lhe custou um título brasileiro.Coração e carater. Parabéns aos pais Ricardo e Dorlivette!

  4. Pingback: O blog As Enxadristas comemora 20.000 acessos | As Enxadristas

Obrigada por comentar ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s