Dama em Xeque! AN Adriana Lot

A paulista Adriana Lot teve seu título de Árbitro Nacional (AN) concedido pela Confederação Brasileira de Xadrez esta semana. De acordo com o site da CBX , dos 37 AN do país, temos apenas 3 árbitras AN do sexo feminino*. Adriana, que até uns tempos atrás somente acompanhava a filha e enxadrista Rebeca nos torneios, nos conta nesta entrevista como foi a decisão de se tornar árbitra de xadrez e também quais são os requisitos necessários. Parabéns pelo título!

Imagem

A mamãe Adriana Lot e sua filha Rebeca Schucman

“Eu nunca pensei em toda minha vida ser árbitra dentro do esporte, ainda mais de xadrez, pois para mim, era um esporte desconhecido até março de 2010, quando por indicação da coordenadora do colégio onde a Rebeca estudava, pelas dificuldades que ela apresentava com a matemática foi indicado que ela conhecesse o xadrez, para melhorar o desenvolvimento nas matérias exatas. Como a gente já sabe, a Rebeca logo de cara amou o xadrez, e a partir daí, comecei também a conhecer um pouco mais do esporte.

No final de 2010, a Rebeca foi jogar um torneio, e, quando saiu o resultado do mesmo, eu que já conhecia um pouco sobre emparceiramento e critérios de desempate (estudando por conta própria), achei muito estranho o resultado. Fui falar com o árbitro para que eu pudesse entender o ocorrido, e a resposta dele foi que eu não era árbitra, que não entendia nada e não poderia discutir sobre o resultado.

Naquele momento entendi que eu deveria saber mais, estudar mais, e nunca mais ter uma resposta como aquela. Minha sede de conhecimento não iria me deixar no escuro. Eu desde pequena nunca aceitei que as injustiças prosperassem se eu pudesse fazer alguma coisa, acho que por este motivo me formei em direito. E acho que por este mesmo motivo resolvi ser árbitra de xadrez.

No início, meu estudo era apenas para que eu soubesse mais, e pudesse estar ao lado da Rebeca, e ajuda-la sempre que possível. Porém, quando mais eu estudava e conhecia o xadrez, mais me apaixonava. Em maio de 2011 eu fiz o curso de Árbitro da CBX, com o AI Mauro Amaral. Este curso abriu novas perspectivas para mim, e mais e mais quis estudar e progredir como árbitra. AI Mauro Amaral foi um grande incentivador do meu trabalho, assim como AI Pablyto Robert.

Em maio de 2011 me tornava AA (Árbitra Auxiliar),  e a partir daí não parei mais de estudar e tentar progredir como árbitra. Tomei mesmo o gosto pela coisa….rsrsrr. Neste mesmo ano de 2011, passei também a ser árbitra nomeada da  Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo. Posteriormente no ano de 2012, arbitrando vários torneios, e cumprindo todas as normas necessárias me tornei AR (Arbitra Regional). Mas não queria parar por ai, neste ano também fiz o Seminário de Árbitro Fide em inglês (outro grande obstáculo que venci), com AI Panagiotis Nikolopoulos e Sevan Muradian, onde aprendi muito  mais, conseguindo aprovação com mais de 80% de acertos.

Em junho de 2012, arbitrei e ajudei a organizar o Panamericano Juvenil no Clube de Xadrez de São Paulo, o maior evento que arbitrei juntamente com a AF Vivian Henrichs e AI Mauro Amaral. Tendo inclusive recebido elogios do atual Presidente da CBX GM Darcy Lima no site da CBX. Passei então a cumprir as normas para AN (Árbitra Nacional), que consegui fazendo a última em 01 de maio, arbitrando o III  Aberto de Xadrez Interequipes.

Agora começo a fazer as normas para AF (Árbitra Fide) que pretendo cumprir até o final deste ano.”

Imagem

AF Vivian Heinrichs, a colombiana WMI Paula Andrea Rodriguez Rueda (campeã do Panamericano Juvenil em 2012) e AN Adriana Lot

“Ser árbitra no Brasil requer estudo e dedicação. Vou resumir como funciona (extraído da CBX):

Há cinco níveis de árbitros:

I – (AA) Árbitros auxiliares, aprovados pela CBX;

II – (AR) Árbitros regionais, aprovados pela CBX;

III – (AN) Árbitros nacionais, aprovados pela CBX;

IV – (AF) Árbitros FIDE, titulados pela FIDE; e

V – (AI) Árbitros Internacionais, titulados pela FIDE.

São requisitos para Árbitros Auxiliares

a) idade mínima de 16 anos;

b) ter experiência como árbitro em pelo menos 6 provas (máximo de 2 provas RPD ou BLZ) no âmbito estadual;

c) ter participado de curso de árbitro, com chancela CBX, e prazo não superior a 04 anos:, ou

d) ser indicado pela Federação a que é filiado.

São requisitos para Arbitro Regional:

a) idade mínima de 18 anos;

b) bom conhecimento da Lei do Xadrez e do Regulamento de Torneios da CBX

c) discrição e autodisciplina nas suas atividades como árbitro;

d) aptidão para uso de microcomputadores: planilhas e programas, especialmente os de relatório exigidos pela CBX;

e) experiência na qualidade de árbitro auxiliar durante 02 anos, atuando em pelo menos 10 eventos (máximo de 2 provas RPD ou BLZ) oficializados, seja para rating FIDE ou apenas CBX, seja como árbitro chefe, adjunto ou auxiliar;

f) ter certificado de curso de árbitro chancelado pela CBX, com aprovação final, e prazo não superior a 04 anos; ou,

g) ter currículo de arbitragem aprovado pela Diretoria da CBX.

Parágrafo único – no caso de aprovação em curso avançado de arbitragem ou ‘FIDE Arbiter Seminar’, o prazo mínimo de experiência será de 1 ano, desde que a pessoa tenha a idade mínima da alínea “a”.

São requisitos para Árbitro Nacional:

a) tenha a idade mínima de 21 anos de idade;

b) pleno conhecimento da Lei do Xadrez, e dos Regulamentos de Torneios da

CBX e da FIDE;

c) objetividade e autocontrole nas suas atividades como árbitro;

d) habilidade no emparceiramento em computadores, no manuseio dos relógios digitais e em planilhas, e programas de relatórios exigidos pela CBX e pela FIDE;

e) ter certificado como árbitro chefe ou adjunto em pelo menos 06 eventos valendo rating FIDE (máximo de 2 provas RPD ou BLZ), já como Árbitro Regional, sendo necessário ao menos 01 evento como árbitro chefe, nos últimos 04 anos;

f) ter passado pela categoria de Árbitro Regional, por pelo menos 01 ano,

g) aprovação em curso avançado de árbitro, a ser ofertado pela CBX,

 ou

‘FIDE Arbiter Seminar’, com prazo não superior a 04 anos; ou

h) ter currículo de arbitragem aprovado pela Diretoria da CBX.

São requisitos para Árbitro FIDE e Árbitro Internacional os constantes do “FIDE Handbook”.”

Imagem

Cláudio Tomarozzi, AN Adriana Lot, AF Vivian Henrichs e AI Mauro Amaral

“Cada dia mais me apaixono pela arbitragem, enquanto a Rebeca joga posso estar sempre presente, e não como mera expectadora mas como contribuinte presente ao nosso xadrez.

Já tive também por 3 vezes a experiência de chefe da delegação brasileira, no Sulamericano da Juventude no Peru em 2011, no Panamericano da Juventude do Peru em 2012 e no Sulamericano da Juventude em 2012. Experiências estas que muito me engrandeceram e me trouxeram grandes acréscimos de conhecimentos.

Alguns torneios arbitrados:

– sudeste escolar 2011, – IRT Nova Odessa 2011, – Pré Olimpico  2011

– Brasileiro de jovens – sub 26 fem 2012, – Blitz brasileiro 2012

– Brasileiro Feminino 2012, – Fenaj 2012, – Aberto de Osasco 2012

 – Paulista sub 16/12  2012, – Brasileiro Sub 20 2012

– Panamericano Sub 20 2012, – Jeesp  etapa regional  2012

– Jogos Abertos da Juventude Estapa Regional 2012, –  Circuito FPX – Lençóis Paulista 2012

– Circuito FPX – Itu 2012,  – Circuito Sesc 2011 – Barrinha

III IRT Xadrez Regional – Rio Claro – Dez/2012

IV IRT Xadrez Regional – Americana – Árbitro Chefe – Jan/2013

Brasileiro Amador 2013 – Fev/2013, IRT de Rio Claro – Dez/2012

II Interequipes – Março/2013, III Interequipes – Maio de2013

Agradeço imensamente a chance e fico feliz em mostrar um pouco mais sobre a arbitragem brasileira.”

* Ainda segundo o site da CBX, dos 292 árbitros auxiliares (AA), 35 são mulheres;  dos 65 árbitros regionais (AR), 4 são mulheres; dos 18 árbitros fide (AF),  1 mulher;  dos  19 árbitros internacionais (AI), 2 mulheres.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Dama em Xeque! AN Adriana Lot

  1. Pingback: O blog As Enxadristas comemora 20.000 acessos | As Enxadristas

  2. Pingback: Sulamericano de Xadrez 2013 Cochabamba – Bolívia | As Enxadristas

  3. Pingback: Post Mortem Junho | As Enxadristas

Obrigada por comentar ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s